sexta-feira, 4 de julho de 2008

A lógica dos alimentos

Meu filho caçula chega em casa com uma folhinha de papel, me entrega e, subitamente, o dever de casa dele torna-se meu. A professora quer saber o que ele acha das aulas de culinária, mas quem tem que responder sou eu.

Mau começo a perguntar e ele fica muito animado falando do assunto. Diz que as aulas eram “muito legais, maneiríssimas, massa pra caramba” e desfia o longo repertório pra dizer que ele gosta muito de aprender a cozinhar.

Tive que usar um pouco mais de habilidade pra tirar dele os porquês. Mas, como era de se esperar, ele logo tasca uma frase inesperada: “- mãe, o que eu mais gostei dessa aula, é que eu descobri a lógica dos alimentos.”

Eu: - Lógica dos alimentos, como assim, meu amor?

Caio – Ué, mãe, eu não sabia como se faziam as coisas. Tá sempre tudo na mesa e eu achava que algumas coisas já nasciam prontas, daquele jeito que elas são quando a gente come. E não é assim. Você sabe, né?

Eu: - ...Ah é. Sei, sei... claro. Mas o que era que você pensava que já tinha nascido assim? Dá um exemplo.

Caio: - Por exemplo, o croquete!

Eu: - Como assim o croquete?

Caio: Sei lá. Eu achava que tinha um pé ou um bicho que botava o croquete, daquele jeitinho, já pronto.

E caímos os dois na risada.

***

Amadas,

eu ando longe de vocês, mas ainda mais saudosa do que nunca!

Não tenho conseguido entrar no gmail nem pra ver se tem alguma coisa urgente.

Mas se tudo der certo, eu serei a mais nova possuidora desse bichin fofolétimo:

http://www.reda-ek.com/blog/wp-content/uploads/2007/11/asus_eee.jpg

E ai, "que solidão que nada!"


***

Ando terrivelmente sem tempo e meu corpo já se ressente da correria. Garganta arranhando, olhos pesados. Nas últimas noites dormi muito pouco e muito mal...ou por muito trabalho real ou por muita função cerebral, sabe como?

Um saco a segunda opção! Ô coisa sem utilidade, sô!


Tô numa canseira muito louca da pesada*, ó








*ando até citando Mana Inara.
Críticoooo!

7 comentários:

Carla San disse...

Ô marida, assim não pode!
Ficar muito tempo sem vc, me causa crises de abstinência e bolinhas grená por todo corpo. Isso é muito ruim, pq vc sabe né, esta não é a cor da estação.
E este guri é ótemo. Quem sai aos seus não degenera.
Beijocona

Ana Paula disse...

Eu amo o Caioooooo!

Mani disse...

Caio rules!!! É truta!!! Devia mesmo haver pé de coxinha, pé de empadinha!!!

Marlene (Maloca) disse...

Saudades de você, cunhada.
Muita!
E esse meu sobrinho é ótimo. :o)

Mi disse...

To com saudades, saudades e saudadonas, viu???
Amo vc, mesmo caladinha assim.
O caio eh d++++
Meu genrinho preferido!
=oD

alan disse...

bela
adorei ..seria muito bom ter um vaso de croquete na minha cozinha
kkkkkkkkk
beijo
saudade
alan

Rcesar disse...

Belissima! Obrigadao pela forca (cedilha)! Jah resolvi com a agencia o problema das passagens, e tudo se arrumou! Mas obrigado pela presteza e generosidade, eh muito bom ter uma amiga assim! Um bjaum!