segunda-feira, 18 de agosto de 2008

A terra pede Chuva ...moi aussi

"Traga-me um copo d'água, tenho sede
E essa sede pode me matar
Minha garganta pede um pouco d'água
E os meus olhos pedem teu olhar

A planta pede chuva quando quer brotar
O céu logo escurece quando vai chover
Meu coração só pede teu amor
Se não me deres, posso até morrer"



Quando eu começo a sonhar com a chuva, entendo que bastou, sabe? Deu! Não só do tempo, do clima...Mas de um bando de sêcas na minha vida.

Não costumo reclamar, me lamentar, ficar rodando em torno de alguma coisa que me incomode, até porque não tenho muita paciência. Num tenho muita tolerância pra esses pântanos. Minha alimentação é solar, minha cabeça, idem e meu coração deve até fazer fotossíntese.

Porque, olha, de poço eu só quero saber se for artesiano, se for pra jogar moeda ou pra dar uma nadadinha, dependendo da qualidade.



...mas que o clima PEDE chuva, ah pede!

Um comentário:

silviano disse...

eu também não tenho nenhuma paciência com aquela breguice daquela música....