quinta-feira, 6 de novembro de 2008

No pé d'orêia

Eu acompanhei as eleições americanas, torci pelo Obama, como há muito não torcia por um candidato. Talvez como eu torci pelo Gabeira, tá (“guardadas as indevidas preposições”)? Mas como os finais foram opostos, com ele eu tive uma crise de choro contente, sabe? Uma mistura de emoção, alívio, esperança, admiração, sei lá mais o quê (talvez minhas raízes afro-baianas tenham se manifestado tb). Ai eu fui assistir ao discurso. Depois fui ler a íntegra, que as minhas 'adoradas salve, salve' Mi & Lu postaram. E, olha, eu não me lembrava como era ficar tão feliz e emocionada e chorar tudo de novo, com um discurso político. Eu não me recordo, nos últimos 10 anos, de ter lido um discurso tão bonito, tão bem articulado, tão coerente, tão bem escrito e tão-tão capaz de me encher de esperança num mundo melhor. Quando ele falou da eleitora de 106 anos... ó, cês me larguem... Eu deixei cair lágrimas gooordas!

Me chamem do que quiserem. Mas eu cai de amores pelo Obaminha! - como diz meu caçula: “o cara de terno preto e muito sorridente!”

E, Fal, a irmã dele se chama ALMA!!!

Mas como eu sou mulézinha, num podia deixar passar: que vestido foi aquele que a primeira-dama Michelle resolveu usar no Grande Dia, cês me explicam?

Cara, uma adevogada, esclarecida, culta, linda, fina, magra, elegante, que passou a campanha inteira chiquetérrima... e “no dia que seria o dia do dia mais feliz de sua vida...” me aparece com aquilo?

JesusMarieJoseph, capanheira, foi promessa?


***

Nosso glorioso Lula disse sobre o novo presidente americano “acho que ele é corintiano” e você achou ruim?

E o Berlusconi que chamou Obama de “bronzeado”!?







A foto mais sexy of all times!

O quê? Vai dizer que é encenação?

Se ele falasse com vc assim, tu num fechava os zoín?


***

Ah, ó. Vou te contar...a produtora do 007 anda dizendo que já imagina um James Bond negro. Rá! A gente podia votar niqui ator “bronzeado” a gente queria como Bond... podia fazer uma eleição, com delegados e tudo, como lá nos EUA. Tolinha!


***


E o Daniel Dantas vai poder ir pra Miami quando quiser e bem entender, né?
Tá. Eu devo achar isso bonito?

***

Pros candangos e brasilienses: Hoje começou e amanhã tb tem “Festival de Moçambique” no Museu da República, bámonos?

3 comentários:

Maria Muadiê disse...

Bela, eu fechava bem fechadinho os meus zoinhos...

Alline disse...

Ui, amor, eu fechava e revirava os zoinho, né meu bem?
Adoro os dois.
Bjos

Cláudio Luiz disse...

não fosse eu taurino.... uma mensagem de erro acaba de comer o meu comentário... buuurrrrrrr
O comentário pode até ser mulherzinha, mas... convenhamos. ela sempre se apresentou bem e foi ouvir o consultor de moda errado, justamente, quando não devia.
Também já ouvi comentários sobre um 007 negro. Ontem, fui assistir ao novo. Confesso que não sou fã, achei médio. Só não posso comentar o que me fez perder um pouco a a tenção para não estragar o filme para alguns. Se for ver, depois me conte o que achou.