sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Moreninha e Zói-verde, a Saga.

Era uma vez, lá nos idos do século passado, uma mocinha moreninha que se apaixonou por um belo gajo motoqueiro de olhos verdes e cabelos nos ombros. Namoraram, casaram e engravidaram (não exatamente nesta ordem). Veio o filho lindo e fofo e o máximo: Victor.

Oito meses depois, Moreninha pediu pra Zói-verde ir se embora. E ele foi - à contra-gosto, mas foi. Revoltou-se. Desapareceu-se por uns tempos. Reapareceu-se, (não exatamente de uma maneira, digamos, regular e constante, mas anfan...). Dizia ele que não assinava papel nenhum. Papos de devogado e juiz lhe davam náuseas intoleráveis e ele nem podia pronunciar tais nomes. Promotores do Ministério Público, então, eram úlcera certa.

Daí, ele procrastinou, embromou, esperneou, enrolou mais um tanto, deixou pra mais tarde. Quando ficou inadiável, declarou que preferia não saber. Namorou com o termo "à revelia". Achava uma belezura de expressão da língua portuguesa. E o tempo passou.

Um dia, o Cavaleiro Sorridente montado em seu cavalo negro, cheio de si, orgulhoso, seguro e decidido, lindo e encantador pegou Moreninha e levou pela mão. Namoraram, casaram, namoraram mais e mais um pouco e mais um outro tanto e engravidaram (exatamente nesta ordem) e namoraram por muito mais tempo. E Caio nasceu. Pra dar nó em pingo d’água nesta vida. E vivem muito bem assim, desde então.

Pouco tempo depois, a moça das plantas, com aqueles cabelos cacheados pegou Zói-verde no laço. E namoraram e casaram e continuam namorando desde então.

Mas eis que a fobia de entes da esfera jurídica não foi superada e Zói-verde, rrramás assinou um papel que fosse.

Ta contando o tempo, camarada?

Num precisa, eu te conto: 14 anos se passaram.

E ontem, depois de longo conclave, estabeleceu-se a pensão, Victor tomou posse da casa e Moreninha recebeu seu nome de SOLTEIRA de volta! E viveram felizes para sempre!

9 comentários:

Lucila disse...

amém!

Lucila disse...

amém!

Alline disse...

Vivaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa. Delícia absoluta.
ADORO finais felizes. Inda mais qdo tem moreninha no meio.
Beijos

ATC disse...

GABRIELA BRAGA EM:

A SAGA DA MORENINHA!

Maria Muadiê disse...

Bacana, Bela.
Nem te conheço e fico feliz, pois senti o alívio, senti que virou uma página.
beijocas, querida.

Mani disse...

Já avisei e repito. Quero ser convidada pro casamento de Moreninha e Cavaleiro Sorridente!!!

BethS disse...

Uau!! Pô Bela, que noticia incrivel! Parabéns, querida - foi uma coisa e tanto. Beijinho no Vitor e outro pro resto da familia.
saudades de vc, de verdade. Daquele seu carro grande e do cachorro bonito. E do meu sofá... hahahaaa

Ana Paula disse...

Viva a Moreninhaaaa!
Viva o Victor!
Viva o Cavaleiro Sorridente e o Caio!

E viva até o Zói-verde, que finalmente botou juízo na cabeça!

Carla San disse...

Aêêêêê, marida!
Um brinde à sua felicidade e à toda família!
Beijão